quarta-feira, 24 de junho de 2009

The real voice

Quando me perguntam porque raio tenho eu esta panca pelo Elvis costumo responder apenas que "é um dos meus melhores amigos". De facto, já perdi a conta às horas que passei a ouvir as suas músicas, a ver os seus videos... enfim. Eu sei que não é muito normal, mas gostos são gostos e não se discutem. Muito menos quando está em causa O REI.

Este video que vos trago pertence à segunda fase da carreira de Elvis Presley. Depois de perder quase uma década a fazer filmes que apenas se preocupavam em explorar a sua imagem, e muito pouco além disso tinham para oferecer, O REI voltou em 1967, num concerto que ficou conhecido como "comeback".

Como o vinho do Porto, Elvis voltou amadurecido e melhor que nunca, dando a conhecer ao mundo a sua melhor forma de sempre. Livre de alguns contratos que o impediam de se adaptar aos novos tempos, O REI pôde dedicar-se aos estilos musicais que maior prazer lhe davam.

Graças a essa "reinvenção", Elvis conseguiu conquistar os fãs que perdera ao afastar-se dos palcos para se dedicar ao cinema, e conseguiu reocupar o seu espaço, agora no meio de outras super-estrelas, como "The Beatles" ou "The Doors".

Esta versão de My Way além do enorme, evidente e inigualável talento de Elvis, mostra uma outra curiosidade acerca da sua fulgurante carreira: a habilidade que tinha para "pegar" em músicas de outros intérpretes e, em muitos casos, superá-los no seu próprio terreno. Outro exemplo é "Bridge Over Troubled Water" original de Paul Simon e Art Garfunkel.

É injusto comparar Elvis com Sinatra. Diria mesmo estúpido. Adoro esta música seja na voz de um, ou na voz de outro. Digo apenas que, na dúvida... prefiro sempre "um dos meus melhores amigos".

O vídeo foi gravado em 1973, salvo erro no concerto "Aloha from Hawaii"



Sem comentários: