terça-feira, 4 de novembro de 2008

Viagens

O relógio aproxima-se rapidamente das nove da noite. Pela frente nada mais que alcatrão, num caminho previsível em que até os buracos são conhecidos de cor. O peso do mundo provoca uma dor de cabeça estúpida, depois de mais um dia de trabalho.

Boa ideia! Ligar o rádio do carro! Onde? É uma rotina, o posto tem que ser o do costume... Os primeiros sons começam por nos libertar os neurónios até há segundos atrofiados. Vem a voz, quente e sensual... adormecemos acordados em outra realidade. Como se nos estivessem a fazer uma massagem.

Depois vem o desejo. De não sair dessa dimensão. Permanecer aconchegado nesse abraço, perdido nesse perfume...

Foi mais uma viagem. A música pode levar-nos a todo o lado.

4 comentários:

nana disse...

God bless you, you make me feel brand new :)

Rui Afonso disse...

Esta viagem foi belíssima!

E fico orgulhoso por saber, na coluna da direita, onde se passam boas noites. Repetimos este fim de semana, no Akiakopus?

Abraço

Anónimo disse...

vaya con dios ....... achava que sou eu ouvia isso :)



rutita

~*Raíssa Sant'Anna*~ disse...

O grande poder da música...

Grande abraço.