terça-feira, 18 de novembro de 2008

Cartas Perdidas - Parte 8


Desejar-te...
É sentir o corpo a fraquejar só de pensar tocar-te...
Querer-te...
É julgar sentir-te, mesmo ausente...
Sentir-te...
É experimentar o mundo mesmo sem te tocar...
Tocar-te...
É uma delícia, mesmo que só com o olhar...
Olhar-te...
É perder-me no mundo dos meus sonhos...
Sonhar-te...
É um destino doce e doloroso...
Provar-te...
É um desejo sem fim...

Palavras que me surgem em momentos de silêncio. Coisas indizíveis, porque não fazem sentido. Pensamentos absurdos de quando me sinto perdido... e me encontro. Sem ti. São os teus reflexos em mim. Os meus restos de quando te vais embora. Lampejos daquilo que não foi.

1 comentário:

Anónimo disse...

DERRETIDA...
:) Fã nº1
Pipas lindo!!!