quinta-feira, 27 de março de 2008

As coisas que um tipo descobre...


Segunda confidência: Confesso a minha ignorância. Não sabia que as palavras deliciosas, que tão oportunamente silenciam a Marisa em Amor I Love You, são, na verdade, um execerto de O Primo Basílio, do magistral Eça de Queiroz.
_
Se não estou em erro, essas mesmas palavras são ditas por Arnaldo Antunes.
_
Aqui ficam...

“(...) Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, E parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!”

2 comentários:

Ingrid Guerra disse...

Depois deste seu "achado", estou começando a perceber que devo parar de fugir das leituras "obrigatórias" e me dedicar aos "clássicos". Enquanto isso não acontece, descubro as coisas por aqui mesmo. Obrigada por mais essa informação, meu caro amigo portuga! Abraços procê.

Poet of the Night disse...

É realmente o Arnaldo Antunes que pronuncia as belas palavras na música da Marisa Monte. Pelo que vejo você gosta muito das coisas daqui do Brasil. Como vi num post anterior, admira Elis Regina. Já conhece as músicas de sua filha Maria Rita? Ela é magnífica!
Fica aí a dica!