terça-feira, 26 de junho de 2007

Pedaços da nossa noite...

Há um arrepio que sobe pela espinha. Como um leve sopro. Um calafrio. Quando é noite, e chegas de mansinho.
Os pensamentos misturam-se e deixam de fazer sentido. Só tu existes. Pedaços de mim perdem-se ao vento. Junto-me à tua volta. A lua é cumplice. Já não sou eu. Sou aquilo que queres que eu seja. Ao pé de ti sinto que tenho tudo. Ao longe, sei que não tenho nada. Contigo quero fazer par! Quero ser nós! Deixar de sentir onde começo, e onde terminas... Quero dizer-te sim! Fazer-te sorrir todos os dias. Oferecer-te o mundo e mais uma flôr...


PS: Este texto pode vir a conhecer mais algumas linhas. Uma noite destas, se me apetecer.

1 comentário:

Anónimo disse...

You leave me speechless! Simply beautiful...

Kiss for my and my only pipas